Comprometido com a distribuição de Bíblias em países em desenvolvimento

O Livro de Atos e Você, Parte 1 – Comentário do tradutor

23 de Agosto, 2007

 

 

Será que o livro de Atos contém lições e exemplos valiosos para nós nestes dias, ou é meramente um livro histórico que nos conta a história da Igreja Primitiva, sem encerrar qualquer lição para nós do Século 21?

Uma das minhas traduções parafraseadas prediletas do Novo Testamento é a de J. B. Phillips. No “Prefácio do Tradutor” à sua tradução do Livro de Atos, publicado em 1955 ele escreve o seguinte sob o título “A Jovem Igreja em Ação”:

“É impossível passar vários meses estudando este livro extraordinário e curto, habitualmente conhecido como Atos dos Apóstolos, sem sentir-se profundamente tocado, e para ser honesto, incomodado.  O leitor é tocado porque ele está vendo a Cristandade, a verdadeira, pela primeira vez em ação na história da humanidade.  A igreja recém-nascida, vulnerável como qualquer criança humana, sem dinheiro, influência ou poder no sentido convencional, se prepara para sair alegre e corajosamente para ganhar o mundo pagão para Deus através de Cristo.  A jovem igreja, como todas as criaturas jovens, é cativante em sua simplicidade e unidade de propósito.  Vemos aqui a igreja em sua primeira juventude, corajosa e perfeita – um corpo formado por homens e mulheres comuns, unidos por uma comunhão invencível, nunca vista antes na terra.

“Entretanto, ao mesmo tempo que nos sentimos tocados, é impossível não nos sentirmos incomodados, pois esta é certamente a Igreja como ela deveria ser.  Neste tempo a Igreja era vigorosa e flexível, não tendo ainda a gordura e a falta de fôlego da prosperidade, e tampouco a rigidez muscular da super-organização.  Em vez de fazer conferências sobre a medicina psicossomática, eles simplesmente curavam os doentes….

“É bem possível, é claro, que o estudo muito apurado destas páginas vigorosas e simples tenha virado a cabeça do tradutor; entretanto, depois deste estudo ele sente que o Espírito Santo tem uma forma de ir diretamente ao cerne dos problemas humanos.  Na verdade aconteceu exatamente isso com Jesus Cristo quando ele, como homem, atravessou o emaranhado de tradições para expor o que era realmente importante; da mesma forma que Ele tantas vezes reduziu questões teóricas a questões de cunho pessoal, encontramos aqui o Espírito Santo de Jesus tratando não tanto de problemas mas de pessoas.” …

“… esta é a história de atividades movidas pelo Espírito e parece haver do ponto de vista humano uma certa arbitrariedade, talvez até um certo capricho, na operação do Espírito Santo.  Claro que do ponto de vista real, o trabalho de Deus nunca é arbitrário nem fruto de um capricho – e isso ficará claro para nós um dia.”

[Nota do Editor: Capricho = mudança repentina de idéia, emoção ou ação, causada por um arroubo ou impulso, inclinação para mudar abruptamente e sem razão; comportamento errático e imprevisível.]

Não é assim que o Espírito Santo trabalha.  Seu trabalho é baseado na razão e lógica de Deus, e obedece às leis!  Aos olhos do observador humano pode até parecer, mas não é. Algumas vezes a ação imediata é necessária.  Mas isso nunca é fruto de um capricho, e sim baseado na lei do amor de Deus!]

“Podemos concluir que quando a rigidez humana tenta canalizar o fluir livre e pleno do Espírito Santo, o homem fica à mercê de seus próprios desígnios.” …

“… não podemos deixar de contemplar com um certo anseio o intenso poder espiritual daquela pequena igreja em seu começo, um poder expresso não somente através da cura do corpo mas por muitos “sinais e maravilhas”, que demonstram o fato de que estes homens estavam em estreito contato com Deus.” [ênfase nossa, Editor.]

O espaço não me permite entrar em muitos detalhes sobre a Igreja Primitiva e o poder ali experimentado, de modo que o leitor poderá querer ler o instigante artigo na seção de Tópicos de Estudo do website do Bible Fund intitulado: “Os Cristãos Perderam Seu Poder.”

Veja: http://www.biblefund.org/Christians_Have_Lost_Their_Power.htm ]

– John Graham Davies

Comments are closed.